Videos Relacionados

Loading...

segunda-feira, 1 de julho de 2013

História Geral II - Civilizações Orientais I

Como vimos anteriormente, as primeiras civilizações se desenvolveram às margens dos grandes rios, desenvolvendo a agricultura e a criação de animais. Vejamos quais foram elas:

1) Mesopotâmia: palavra grega que significa "entre rios". A Mesopotâmia, atualmente, chama-se Iraque. Ali há dois rios principais: o Rio Tigre e o Rio Eufrates. Observe o mapa:


Nessa região, conviveram diversos povos:

a) Sumérios: se estabeleceram no Sul da Mesopotâmia  (onde os rios se encontram) aproximadamente em 5 mil a.C. Suas principais cidades eram Ur, Uruk e Lagash. Cada cidade era "protegida" por um deus ou deusa (eles eram politeístas). O chefe militar e religioso (teocracia) era chamado patesi. Eles criaram a escrita cuneiforme, desenvolveram sistemas de drenagem e irrigação, faziam armas e utensílios de bronze e criaram os signos do zodíaco, estudando os astros.

b) Acádios: chegaram à Suméria por volta de 2500 a.C., e dominaram os sumérios. Mas a cultura suméria era superior, e eles a adotaram.

c) Amoritas: também conhecidos como babilônios, já que sua principal cidade foi Babilônia. Dominando os sumérios e os acádios, os amoritas criaram o Primeiro Império Babilônico, um dos mais antigos da História. O soberano mais famosos desse período foi Hamurábi, que criou o primeiro código de leis da História, conhecido como Código de Hamurábi ou de Talião. Ele instituiu a lei do "olho por olho, dente por dente", pois as punições eram de acordo com os crimes. Mas já se percebia que as punições para escravos eram mais severas que aquelas feitas para homens livres (distinção de classe). Eles dominaram a Mesopotâmia entre 2 mil a.C. e 1750 a.C.

d) Assírios: chegaram à região por volta de 1300 a.C. Viviam mais ao Norte, e sua principal cidade era Nínive. Os assírios eram extremamente violentos, e praticavam inúmeras atrocidades com suas vítimas, desde linchamentos até corte de partes do corpo ou cegamento. Os outros povos logo se reuniram para derrotá-los. Por isso seu período de poder foi curto. Seu período terminou em 612 a.C.

e) Caldeus: foram os principais vitoriosos contra os assírios e logo criaram um novo império, dominando praticamente toda a Mesopotâmia. Esse império ficou conhecido como Segundo Império Babilônico, porque eles adotaram muito da cultura dos amoritas. Esse Império durou de 612 a 539 a.C.Seu principal imperador foi Nabucodonosor II, que ordenou a construção dos Jardins Suspensos da Babilônia e da Torre de Babel, citados na Bíblia. Os Jardins Suspensos eram uma espécie de zigurate, construção típica da Mesopotâmia, que tinha forma piramidal, mas possuía degraus, onde haviam plantas, fontes de água e até animais em exposição, no meio do deserto. Abaixo, a localização das principais cidades da Mesopotâmia:


2) Egito: ao contrário dos povos da Mesopotâmia, no Egito só viveu um povo, os egípcios. Eles criaram suas cidades às margens do Rio Nilo, e eram governados pelo faraó. Apesar das primeiras ocupações datarem de mais de 5 mil a.C., foi em 3100 a.C. que teria surgido o primeiro faraó, chamado Menés. Ele teria unificado as tribos do Alto Egito e Baixo Egito, criando o que chamamos de Antigo Império, com capital em Tínis e depois em Mênfis. Na imagem abaixo, podemos ver que o líder do Alto Egito usava coroa branca e o líder do Baixo Egito usava coroa vermelha. O faraó, unindo as duas regiões, também uniu as coroas:


O Antigo Império durou de 3100 até 2300 a.C. Nessa época, já se desenvolveu a crença da vida-pós-morte, e as pessoas eram enterradas em hipogeus, mastabas e pequenas pirâmides. Abaixo, umas das primeiras pirâmides, conhecida como Pirâmide de Degraus, construída para o faraó Djoser.


O ataque dos nômades no deserto e o aumento do poder dos nomarcas (nobres), descentralizando o poder e consequentemente enfraquecendo o faraó, puseram fim ao Antigo Império. Ao que parece, nesse período, houve uma verdadeira revolução social, e não havia um poder central. Mas, um dos maiores legados do Antigo Império são as três grandes pirâmides e a Esfinge de Gizé: foram construídas pelos faraós Quéops, Quéfren e Miquerinos. Mas gastaram tanto dos cofres, que não foram mais construídas pirâmides tão monumentais, depois dessas:



Por volta de 1985 a.C., surgiu o Médio Império, e a capital passou a ser a cidade de Tebas. Mas ele durou pouco: em 1785 a.C., o Egito sofreu a invasão dos hicsos. Esse povo dominou o Egito e uniu-se aos hebreus, que viviam no Império. Tempos depois, em 1555 a.C., os egípcios derrotaram e expulsaram os hicsos, e escravizaram os hebreus. Começava o Novo Império. O interessante é que os egípcios derrotaram os hicsos usando duas técnicas que aprenderam a usar com eles mesmos: o uso de cavalos (cavalaria) e armas de ferro (metalurgia mais avançada).



Durante o Novo Império, alguns faraós merecem destaque:

a) Tutmés I e Tutmés III: avô e neto, ampliaram o Império Egípcio ao seu tamanho máximo;
b) Hatchepsut: foi a única faraó mulher da História do Egito. Desenvolveu a cultura e o comércio, mas se vestia de homem, para que aceitassem suas ordens;
c) Amenófis III: ordenou a construção do Templo de Luxor;
d) Amenófis IV: mudou seu nome para Aquenaton e obrigou todos a adorar um só deus (monoteísmo), durante seu reinado. O nome desse deus era Aton, o disco-solar. Quando ele morreu, porém, os egípcios voltaram a adorar vários deuses. Sua mulher era Nefertite, uma das mais belas mulheres do Egito.
e) Tutancâmon: sucessor de Aquenaton, foi um faraó que morreu jovem. Mas ficou famoso porque sua tumba foi a única a ser encontrada intacta, por Howard Carter, em 1922. Abaixo, a máscara mortuária de Tutancâmon:


Hoje em dia, se olharmos uma foto de satélite do Oriente Médio, perceberemos que á uma faixa de fertilidade, que se estende do Egito à Mesopotâmia, e que parece com uma lua crescente. Por isso, chamamos essa região de Crescente Fértil:


O Crescente Fértil inclui a Mesopotâmia (atual Iraque, onde viveram diversos povos, no passado), o Egito (ainda tem esse nome, onde vive o povo egípcio), Israel (onde viveram os hebreus, que veremos mais tarde), a Fenícia (atual Líbano, também veremos mais tarde), e outros povos menos conhecidos.

3) Índia: a civilização indiana surgiu às margens do Rio Indo (veja mapa abaixo). Suas principais cidades eram Harappa e Mohenjo-DaroAs casas ofereciam todo o conforto doméstico: um poço interno com água fresca, sala de banhos, pátio com balaustrada e claraboia mantendo o ar fresco, cozinha, dependências de serviço, quarto para dormir no andar superior para os donos da casa e no andar inferior para seus servos. Um dos símbolos desse povo, chamado harapense (por causa da cidade) era a suástica, que depois foi usada pelos nazistas.


4) China: a civilização chinesa se desenvolveu às margens do Rio Amarelo (Huang Ho). Ele recebe esse nome por causa da cor amarelada da água. A tradição chinesa indica a Dinastia Xia como a primeira dinastia imperial, mas ela era considerada mítica até que escavações científicas encontraram os primeiros sítios da Cultura Erlitou, da Idade do Bronze, na província de Henan em 1959. Os arqueólogos já descobriram sítios urbanos, implementos de bronze e túmulos em locais citados como pertencentes aos Xia em antigos textos históricos, mas é impossível verificar que esses restos são dessa época sem registros escritos do período. Abaixo, mapa da China com o Rio Amarelo em destaque:


Obs.: ainda teremos mais um post sobre Civilizações Orientais, onde saberemos mais sobre hebreus e fenícios, e o Modo de Produção Asiático.

Nenhum comentário:

Postar um comentário